Queres trabalhar à distância. Percebeste que ficar fechado mais de metade do dia num escritório, à frente do computador ou a ter reuniões quase sempre desnecessárias, não te faz feliz. A boa notícia é que se a maioria dos teus dias são passados desta forma, adotares o teletrabalho (ou trabalho à distância) pode ser mais fácil do que imaginas.

Mas mesmo que a tua atividade atual não possa ser automaticamente convertida ao teletrabalho, isso não significa que está tudo perdido. Podes também criar uma nova carreira, aprendendo novas competências ou usando as tuas atuais competências e conhecimentos.

Este artigo vai explicar como é que o teletrabalho pode ser sinónimo de trabalhar em áreas que te dão motivação e como é que podes, tu também, trabalhar remotamente.

O que significa teletrabalho?

Teletrabalho significa literalmente “trabalho à distância”. É um termo que tem como sinónimos trabalho remoto, home office ou até nomadismo digital. No fundo, é um trabalho que pode ser feito em qualquer lugar, não estando dependente de um escritório ou local fixo.

Como começar?

Para seres nómada digital e trabalhares de forma remota, a menos que consigas transpor automaticamente a tua atividade e cargo atual para o teletrabalho, vais ter que procurar e encontrar clientes. Não importa em qual área irás atuar, a etapa de venderes o teu trabalho e serviços é uma etapa impossível de saltar.

Para divulgares os teus serviços e trabalho, ter um blog ou uma página na internet é importante. Deves estar presente na Internet e nunca é demais repetir que tens a tarefa dificultada se não fores alguém que é encontrado no Google.

Se tiveres um blog, podes e deves usá-lo para mostrar o teu trabalho, falar sobre os teus interesses e mostrar o teu valor enquanto pessoa.

As redes sociais como o Twitter ou o LinkedIn também podem ser úteis, visto que são redes sociais mais “profissionais” e onde a maioria dos empregadores de start-ups ou de grandes empresas estão presentes.

Primeiros passos

Tomar a decisão de começar a trabalhar remotamente não implica que abandones tudo de um dia para o outro. Lê, informa-te sobre o teletrabalho e começa a planear esta mudança. Começa, paralelamente à tua atividade atual, a investir na tua nova atividade remota.

Cria perfis em sites de teletrabalho, dinamiza o teu blog e melhora a tua presença nas tuas redes sociais (sobretudo no Twitter e o Linkedin). Estrutura muito bem o que queres fazer e no que queres trabalhar.

Deves preparar muito bem o início do teu teletrabalho. Se te lançares sem nenhum planeamento ou estratégia, este estilo de vida não será sustentável.

Alguns exemplos de profissões e carreiras de um nómada digital

Nutricionista

A preocupação com a alimentação é uma das tendências dos últimos anos. As pessoas estão cada vez mais preocupadas com a sua saúde e com o seu corpo. Isso levou a uma sede de conhecimento sobre alimentação saudável e educação alimentar. Muitas são as pessoas que procuram saber como podem comer melhor, qual é o melhor tipo de dieta a seguir para alcançar determinados objetivos, quais são os alimentos que podem ajudar a combater algum problema, etc. Esse interesse vê-se pelo crescimento de blogs de culinária, de revistas especializadas ou de programas televisivos.

Se és nutricionista, tens a vantagem de ter conhecimento e formação para credibilizar os teus conselhos. São várias as atividades que podes seguir em modo de teletrabalho:

  • Atendimento personalizado: dar consultas de nutricionismo por Skype é uma das formas de rentabilizar o teu conhecimento. Para além do Skype, esse atendimento personalizado pode também ser feito através do teu blog ou site. Podes propor serviços de elaboração de menus personalizados.
  • Dar conselhos e dicas alimentares a empresas: hoje em dia quase todas as grandes empresas têm cantinas e quase todas tentam melhorá-la para servir melhor os seus empregados. E se oferecesses os teus serviços para elaborar menus que tivessem, por exemplo, alimentos que ajudam a aumentar a produtividade dos empregados durante o período pós-almoço?

Trabalhos administrativos

As pessoas que trabalham nos ditos trabalhos administrativos passam, geralmente, o dia de trabalho inteiro à frente do computador. Preencher tabelas, fazer transcrições de reuniões, tratar da faturação, gerir agendas e contactos, atender clientes…tudo isso pode ser feito em modo de teletrabalho.

As competências adquiridas neste tipo de empregos podem ser ajustadas a novas atividades. Se o teu atual empregador não quer que continues a exercer as tuas funções a partir de casa, podes tornar-te um assistente virtual. Alguns exemplos do que podes fazer para trabalhar remotamente:

  • Encontrar empresas que aceitam o teletrabalho: se o teu atual patrão não quer que trabalhes remotamente, há muitas outras empresas que procuram um assistente virtual para trabalhar a partir de casa.
  • Prestar assistência online: muitas empresas ou empreendedores procuram assistência de forma pontual, sobretudo em época de faturação ou balanços financeiros.
  • Dar conselhos e apoio empresarial a pequenas start-ups ou empreendedores: tu sabes como funciona uma empresa. Tu sabes as etapas a seguir para fechar um novo contrato. Tu sabes como tratar das contas, das faturas e dos contratos. Tu sabes o que muitos não sabem. Vender o teu conhecimento é possível e é muito procurado, sobretudo nesta altura de boom do empreendedorismo. Esse conhecimento pode ser vendido através de blogs, aulas online, e-books ou consultoria individual por Skype.

Advocacia

Muitos pensam que alguém de direito não pode exercer facilmente a sua atividade se não estiver presente e à frente do seu cliente. Enganam-se! São vários os advogados ou juristas que conseguem trabalhar remotamente em serviços adaptados às novas tecnologias.

  • Ajuda e conselhos jurídicos à distância: quantos de nós já procurou no Google alguma resposta a um problema jurídico? Muitas vezes não queremos contratar um advogado e perder tempo com telefonemas e deslocações para resolver um problema. Um advogado pode, através de um site, de um blog ou através de Skype, estar disponível de forma online para responder a dúvidas de pessoas e ajudá-las a resolver problemas imediatos.
  • Explicações e ajudas académicas: o curso de direito é um dos mais exigentes. Alguém que já tirou o curso e tem experiência na área é mais do que qualificado para ajudar quem está a tirar o curso atualmente. Podes dar explicações via Skype ou por email.

Professor

Como ser nómada digital como professor

Os professores são imediatamente associados a salas de aula, a escolas, a universidades e a contacto direto com o aluno. Mas hoje, graças à internet, já são muitos aqueles que dão aulas e apoio à distância. E o melhor? É que a procura é superior à oferta.

  • Dar aulas e tutoria online: plataformas como o Tutor, o Verbling ou o Livementor permitem aos professores e pessoas com bom conhecimento em línguas de darem aulas de forma online.
  • Se preferires dar aulas e apoio presencial a viajar, também é possível: se fores professor de inglês, a procura aí é enorme. Países que não têm o inglês como língua oficial mas que, devido ao crescimento económico lidam cada vez mais com o inglês, são um excelente destino para ti. Centros de apoio escolar ou centros de língua procuram desesperadamente por professores ou pessoas com conhecimento de inglês. Na Ásia, os requisitos são o ensino secundário e um excelente nível de inglês. Alguns centros pedem um certificado de língua como o TEFL (que pode ser realizado online). Muitos desses contratos são de apenas alguns meses, o que acaba por ser óptimo para continuar a viajar

Fotógrafo

Um fotógrafo já é por si próprio um “nómada digital. O meio de trabalho que usa pode ser usado em qualquer lado e a qualquer hora. Essa atividade pode render bastante dinheiro, mesmo sem ter um contrato fixo com alguma empresa.

  • Dar conselhos e apoio a iniciantes à fotografia: muitas são as pessoas que se querem lançar na fotografia mas não sabem que tipo de aparelho comprar. Quando têm uma máquina, também não sabem como funcionam as funções da máquina. Saber aspetos técnicos como o ISO, a luz ou o contraste é super importante. E ninguém gosta de ler os manuais de instruções…de tão técnicos que são, ainda confundem mais. Como fotógrafo, podes criar um site e dar conselhos de fotografia e de equipamento, dar conselhos personalizados, fazer aulas online, e-books…
  • Vender as fotografias em bancos de imagens: podes vender as tuas melhores fotografias em bancos de imagens. Esses bancos de imagem são utilizados diariamente por publicações do mundo inteiro. Alguns dos sites nos quais podes começar: iStockSmugMug ou o Fotolia
  • Trabalhar como freelancer para uma revista ou jornal: esta é a maneira mais comum de aplicar conhecimentos fotográficos enquanto se viaja. São muitas as revistas e jornais que contratam fotógrafos em regime de teletrabalho.

Tradutor, revisor…

A tradução e revisão de texto são o tipo de trabalho em que há muita oferta. A concorrência também é muita, mas não é de todo difícil arranjar trabalhos nestas áreas! Se já tens experiência, não hesites em usá-la como argumento para conseguires o trabalho.

Podes encontrar este tipo de serviços em teletrabalho respondendo diretamente a anúncios. Para encontrares trabalhos mais rapidamente, começa por criar o teu perfil nos sites de freelancer. Há dezenas de ofertas por dia que podem ser tuas!

Outro site que pode ser útil para encontrar clientes mais rapidamente é o Zaask. O site é português e apesar de ser pago (é necessário comprar créditos) é uma excelente forma de arranjares clientes.

Usa o código kryste0 no teu registo no Zaask para teres 20% de desconto na compra do teu primeiro plano! Se já tiveres uma conta no Zaask, podes clicar aqui para usufruir de 20% de desconto na compra do teu próximo plano.

Marketeer, Community Manager…

Os trabalhos ligados à comunicação podem ser feitos em modo de teletrabalho. Se navegares por sites de trabalho remoto, vais ver que trabalhos ligados a escrita de conteúdos, a SEO, a branding, a copywriting ou a gestão de redes sociais é coisa que não falta.

Para além de poderes trabalhar para vários clientes e projetos diferentes, a criação de um blog para publicar conteúdo sobre marketing é uma excelente ideia.

São muitos aqueles que procuram aprender mais sobre marketing e comunicação digital e não sabem por onde começar, tendo em conta a quantidade de informação disponível.

Criar um site que simplifique toda essa informação e que adiciona conselhos e ajuda poderá também ser uma excelente mostra do teu trabalho.

Programador, designer…

A programação e o design são duas áreas onde a procura é muito elevada. A maior parte das atividades ligadas a estas duas áreas são perfeitamente adaptadas ao teletrabalho. Se és programador ou designer e queres trabalhar de forma remota, não terás muita dificuldade em encontrar trabalho.

Tanto no caso do programador como no caso do designer, deves criar um portfólio onde o teu potencial cliente pode ver os teus trabalhos.

Tudo o que fizeres pode servir para alimentares o teu portfólio. Mesmo que sejam trabalhos que realizaste para ti, sem nenhum intuito comercial ou profissional, podem ser aí colocados!

Tal como os empregos do setor da comunicação, há muito interesse atualmente pela programação e pelo design. São muitas as pessoas que querem saber mais e aprender as noções bases deste universo. Podes fazer conteúdo sobre HTML, PHP, CSS, Photoshop, InDesign ou de outra qualquer linguagem ou ferramenta de design e disponibilizar tudo isso online.

Prestar atendimento individual e personalizado também poderá ser uma excelente forma de rentabilizar os teus conhecimentos.

Conclusão

Todos os conhecimentos que tens podem ser vendidos. Quer seja através de um blog, de vídeo aulas ou através de um e-book, há muita gente que quer saber o que sabes e aprender contigo.

Todos nós temos conhecimentos em algo e somos bons em alguma coisa. Para chegar a essa conclusão, pára um pouco (e o pouco podem ser minutos, horas ou dias) e faz uma lista de tudo aquilo em que és bom.

Podes ser bom a limpar a casa, a organizar objetos, a jogar playstation ou a conduzir. Pois bem, qualquer um destes conhecimentos pode ser rentabilizados para que te possas tornar, graças aquilo que sabes, num nómada digital:

  • Bom a limpar a casa? Porque não criar um site onde dás conselhos e dicas de como limpar a casa? Muitas são as pessoas que procuram formas mais rápidas e económicas para limpar e arrumar a casa. Podes também ensinar receitas para fazer produtos de limpeza mais ecológicos. Podes ainda podes criar uma plataforma onde as pessoas enviam os problemas que encontram em casa (“como tirar tinta da madeira?”; “como tirar rapidamente o calcário da máquina de lavar?”, entre outras dúvidas). Podes criar mesmo ebooks ou videos a mostrar as técnicas. Um exemplo deste tipo de conteúdo é o blog e canal Clean My Space.
  • Bom a organizar objetos? Podes fazer conteúdos a ensinar dicas de organização! Vídeos com dicas de como arrumar eficazmente as prateleiras da cozinha ou do armário são muito populares na internet. Conteúdos sobre organização são uma das tendências. As pessoas procuram organizar a casa de forma mais eficaz, para não perderem tempo a procurar determinados objetos. A organização não se resume só a decoração! Podes também dar dicas de como arrumar a mala para viajar ou uma agenda!
  • Bom a jogar playstation? Alguns dos youtubers mais famosos e mais bem pagos do mundo são do setor do gaming. Há cada vez mais procura por conteúdo ligado aos jogos. Podes fazer conteúdo crítico, como uma avaliação de um jogo. Podes dar dicas mais técnicas, ensinando como jogar a um determinado jogo. Ou até dicas estratégicas para quem quer jogar melhor. Os caminhos para rentabilizar essa paixão são vários!
  • Bom a conduzir? Dá dicas de como memorizar algumas partes do código! Conseguir memorizar as tabelas das velocidades ou das contra-ordenações não é fácil. podes também esclarecer dúvidas a quem está agora a estudar o Código da Estrada. E porque não dar mesmo dicas de condução? São muitos os conteúdos procurados por aqueles que estão a tirar a carta de condução, e não são poucas as pessoas que estão prontas a pagar por ajuda suplementar em vésperas de exame! Um exemplo deste tipo de conteúdo é o canal Conduite Facile.

Subscreve gratuitamente!

Todas as novidades, informações e dicas serão enviadas diretamente para o teu email
Não enviamos SPAM nem cedemos as tuas informações a terceiros Powered by ConvertKit