O meu nome é Krystel e, depois de um percurso normal em Humanidades na Escola Secundária João de Barros em Corroios decidi, em 2010, sair de Lisboa para ir estudar e viver em Paris.

Por estar no centro da Europa, acabei por viajar sempre que podia. Juntava feriados, férias e tentava conciliar estudos, trabalho e lazer. No meio de uma total “corrida dos ratos”, onde, entre o meu trabalho que me ocupava 20 horas semanais e a faculdade, o tempo livre era nulo, percebi que estar em constante movimento e liberdade local me fazia mesmo muito feliz – mais do que a corrida por uma meta que nunca mais parecia ser alcançada.

Depois de várias experiências profissionais em locais fixos e “tradicionais” da comunicação, procurei uma forma de unir a minha área de formação – e pela qual sou totalmente apaixonada – com as viagens e a liberdade local. Descobri no Marketing Digital e sobretudo no Marketing de Conteúdo a minha grande paixão e especializei-me nestas áreas.

Hoje trabalho como freelancer 100% remota para clientes do mundo inteiro e vivo atualmente bem no coração de Silicon Valley na Califórnia.

Diz-me se o que isto te é familiar…

Trabalhar remotamente não precisa de ser só para os outros. Nem só para quem percebe de computadores. O trabalho remoto é para toda a gente. E é disso que trata o Nomadismo Digital Portugal.

Estudar, acabar a licenciatura, o mestrado e quiçá o doutoramento, arranjar emprego, trabalhar das 9h às 18h, ir para casa, dormir, trabalhar das 9h às 18h, ir para casa, dormir e ficar contente porque o fim-de-semana chegou ou porque podemos finalmente aproveitar os poucos dias de férias que temos durante o ano. Quando esse período livre acaba, voltamos ao trabalho e à rotina de todos os dias.

Aproveitar a vida sem horários e rotina só será possível na reforma. Para muitos, esse é o modelo de vida normal. Trabalhar para ter férias e prazer.

Para outros, o modelo de vida normal é ter prazer enquanto se trabalha. Esse trabalho pode ser feito a partir de qualquer lugar do mundo, porque depende única e exclusivamente da Internet. A pessoa é assim livre de estar onde quiser, de organizar os seus próprios horários e trabalhar em projetos que a desafiem.

O nomadismo digital é um modelo de trabalho que tem aparecido com a evolução da tecnologia e graças à internet, presente em quase todo o sítio. Tem ganho muita força nos últimos tempos, fazendo com que sejam muitas as pessoas que vivem onde querem e como querem, trabalhando às horas que querem e de onde querem.

Este modelo de trabalho tem vindo a provar que é possível ter uma carreira de sucesso graças à internet e que é possível ganhar tanto ou mais dinheiro do que no modelo “tradicional” sem ser necessário passar a maior parte do dia fechado num escritório, em reuniões ou deslocações muitas das vezes desnecessárias.

Hoje em dia, grande parte das profissões são dependentes da internet e se a pessoa passa a maioria do tempo a trabalhar em frente ao computador, isso mostra que é possível fazer essa mesma tarefa de qualquer lugar do mundo.

Há muitas formas de nos tornarmos nómadas digitais. Seja adaptando a nossa profissão atual ao modelo de trabalho remoto, criando novos projetos lucrativos ou mudando de carreira e trabalhar de forma freelancer, o nomadismo digital é muito fácil de adaptar se for esse o objetivo da pessoa.