Mudar de Carreira: 5 coisas que precisas de saber - Nomadismo Digital
mudar de carreira nómada digital trabalho remoto

5 coisas que precisas de saber sobre mudar de carreira

São cada vez mais as pessoas que sonham em mudar de carreira e viver uma vida de nómadas digitais, e quem as pode culpar? Viver sempre em viagem, ir aonde se quer, quando se quer, e ficar enquanto se quer parece ser mesmo uma vida de sonho.

Todos sabemos que nada é perfeito, nem mesmo uma vida de nómada digital. Mas se já estás bem ciente das dificuldades que vais ter de enfrentar e mesmo assim estás decidido a avançar, então força! Vamos a isso.

Mas espera… não és designer? Nem sabes programar? Então esquece, não vai dar. Certo?

Calma, não comeces já a desesperar. Nem só os designers e developers podem ser nómadas digitais. Há muitas outras profissões que permitem trabalhar remotamente.

Mas sim, é verdade: também há muitas profissões que não se coadunam com o nomadismo digital. Em alguns casos, é mesmo impossível trabalhar remotamente. Se é esse o teu caso, quererá dizer que estás condenado? Não necessariamente.

A verdade é que podes sempre mudar de carreira (e não, como já vimos, não tens de mudar para designer ou developer, há outras coisas que podes fazer).

Mas se vais mesmo mudar para uma carreira totalmente diferente daquela que tens atualmente, há algumas coisas que precisas de saber. Eu própria já consegui mudar de carreira… e de forma radical. Estou aqui para te alertar para alguns factos e ajudar-te com algumas dicas.

1. Há sempre coisas da tua carreira anterior que podes aproveitar

Mesmo que decidas mudar completamente de carreira, é importante que saibas que há sempre aprendizagens que podes levar contigo. Pode não ser a parte mais técnica, mas haverá outras coisas que ficam.

Eu passei de cientista na indústria farmacêutica para o marketing online. Nada a ver, certo?

No entanto, com o meu trabalho anterior aprendi a liderar projetos, a fazer escolhas difíceis e a assumir as consequências dessas mesmas escolhas, a trabalhar sobre pressão e com um enorme risco associado, a confiar no meu instinto e nos meus conhecimentos, a defender a minha opinião sem medos, e a trabalhar intensamente e durante muitas horas.

Apesar de os conhecimentos técnicos do meu trabalho anterior de pouco me servirem no mundo do marketing online quando decidir mudar de carreira, estas outras aprendizagens continuam cá e ajudam-me em várias frentes do meu trabalho atual, assim como também ajudam com o facto de ser freelancer, ao qual existe um grande risco associado e alguma incerteza.

Qualquer que seja a tua formação de base, de certeza que há coisas que conseguirás transpor de uma carreira para a outra. Nunca começas a partir do zero em nada que decidas fazer. E a experiência de vida também conta!

2. Ao mudar de carreira, há muitas coisas novas que vais ter de aprender

Por outro lado, claro que terás de aprender muitas coisas novas se queres mudar de carreira e entrar numa nova área de atividade. Se és uma daquelas pessoas que gosta mesmo de aprender, isto não será um problema para ti. Se, por outro lado, não te agrada muito a ideia de voltar a estudar, poderás ter um problema.

Ainda que este voltar a estudar não tenha de passar, necessariamente, por um regresso à faculdade ou a outros cursos, ele vai, ainda assim, exigir esforço. Aliás, se optares por ser auto-didata (o que é perfeitamente possível) ou por fazer cursos online, então precisarás de te esforçar ainda mais, já que toda a gestão – do tempo e da aprendizagem – dependerá apenas de ti e não haverá ninguém para te controlar (pode ser logo um treino/teste para a vida de freelancer!).

Além disso, este período inicial de aprendizagem quase certamente fará com que não consigas iniciar tão rapidamente como gostarias a tua nova atividade. É possível que tenhas de avançar com este estudo, enquanto ainda manténs a tua atividade atual.

Como a Krystel referiu recentemente, a estabilidade financeira é essencial para a nossa felicidade e bem-estar. Se sabes que vais precisar de dedicar tempo a aprender coisas novas no início da tua mudança de carreira, poderá não ser viável deixares de imediato o teu emprego.

Mesmo que tenhas poupanças que te permitam fazê-lo, cuidado com as contas, já que começar a ganhar dinheiro na tua nova atividade pode demorar mais do que prevês.

Por isso, prepara-te bem e estuda muito antes de avançares com uma mudança radical. É possível, mas vai exigir muita dedicação.

3. Vais sempre achar que ainda não estás preparado

Sim, vais precisar de estudar muito e de te preparar. Mas atenção: não esperes até te sentires 100% preparado para avançar. Porque o mais provável é que isso nunca aconteça.

Quando entramos numa área totalmente nova, é normal sentirmos síndrome do impostor, assim como sentirmos que não sabemos o que andamos a fazer. Por muito que comeces por estudar a tua nova área, não te vais sentir preparado enquanto não começares a fazer. Enquanto não puseres mãos à obra em projetos concretos, todo o teu conhecimento será apenas teórico.

Ao início, pode até ser difícil cobrares dinheiro aos teus clientes por ainda não te sentires preparado, mas se não começares mesmo a trabalhar com clientes reais, vais continuar a não te sentir preparado.

Podes sempre fazer um ou outro projeto de forma gratuita, precisamente para ganhares essa experiência e provares a ti próprio que já és capaz de fazer esse trabalho. Mas atenção a duas coisas muito importantes:

  • Não abuses neste tipo de projetos! Em alguma altura terás de começar a cobrar pelo teu trabalho.
  • Mesmo que aceites clientes a custo zero, nunca deixes de os tratar como se estivessem a pagar-te. São estes clientes que te vão dar os primeiros testemunhos e que podem referenciar-te a outras pessoas, por isso sê profissional e entrega um trabalho de qualidade.

4. Algumas pessoas vão estranhar

As pessoas gostam muito de categorias e sentem-se confortáveis quando sabem exatamente em que caixa te devem colocar. Quando já te colocaram numa determinada caixa, as pessoas vão achar muito estranho o facto de terem de te transferir para outra. É apenas normal que assim seja, estás a provocar-lhes um certo grau de desconforto.

Não percas muito tempo a pensar nisso. Não há problema nenhum e são os outros que têm de se adaptar e habituar que agora a tua profissão é outra. E digo-te por experiência própria: a maior parte das pessoas acaba mesmo por se habituar, mais rapidamente até do que possas esperar.

Nenhum dos meus amigos me ligava a perguntar dúvidas sobre desenvolvimento farmacêutico, é um facto que não será um tema do interesse da generalidade da população. Mas hoje já me ligam para tirar dúvidas de marketing e negócios online. A maioria acabou por se adaptar com muita facilidade, até eu fiquei surpreendida! Não tenho dúvidas que contigo acontecerá o mesmo.

5. Apesar de não ser fácil, é possível

É mesmo possível mudar para uma área completamente diferente. Dá trabalho, exige tempo, dedicação e esforço, mas é inteiramente possível.

Por isso, procura o tipo de trabalho que te faz feliz. Procura o tipo de trabalho que te permitirá ter a vida com que sonhas. Ele está por aí, só precisas de o encontrar.

Não penses que estás mais limitado do que outros só porque escolheste uma profissão que não é compatível com o trabalho remoto. Ainda vais a tempo, independentemente da tua idade e do quanto já te especializaste numa dada área. Se achas que precisas de mudar para seres feliz, vai em frente. Acredita que é possível!

Escrito por

Filipa Maia

Deixe um comentário

avatar
  Subscrever  
Notificar de