Como encontrar clientes como freelancer

Onde encontrar clientes como freelancer para além das plataformas online

Quando se está a começar uma carreira de freelancer, o primeiro reflexo para procurar trabalhos e clientes são as plataformas como o Upwork ou o Workana. Apesar de serem muito úteis, existem outras formas onde podes encontrar potenciais clientes como freelancer.

Neste artigo vais ficar a conhecer outras formas de encontrar projetos e clientes, com menor concorrência e maior probabilidade de sucesso.

Este artigo faz parte de uma série intitulada Ser Freelancer. Se perdeste os dois primeiros primeiros artigos desta série, começa por lê-los nestes links:

Onde encontrar potenciais clientes como freelancer?

Antes de pensares na melhor forma de encontrar clientes como freelancer, precisas de encontrar essas pessoas, certo?

Enquanto freelancer remoto, tens o mundo inteiro à tua disposição para encontrares potenciais clientes!

Uma das maiores vantagens de ser freelancer é que podemos trabalhar para qualquer pessoa e qualquer empresa.

Dito assim, é quase mágico falar do trabalho freelance! No entanto, com tanto mercado e hipóteses…por onde deves começar?

Rede de contactos

Enquanto freelancer que está a começar, deves começar por procurar potenciais clientes onde já estás posicionado. Os teus amigos, a tua família, os teus conhecidos e as tuas redes de contactos são potenciais locais onde podes encontrar os teus primeiros clientes como freelancer.

Aproveita as redes sociais com o LinkedIn, o Facebook e o Twitter para te apresentares enquanto freelancer e falares dos teus serviços.

Também, se tiveres conhecimento de algum amigo ou conhecido que precise de serviços que estás a desenvolver, envia-lhe diretamente uma mensagem.

Troca de serviços de freelancer

Antes de começares a vender os teus serviços de freelancer, porque não fazeres trocas com outros profissionais? Trocar serviços é não só uma forma de validar o teu caminho profissional, como também uma forma de ganhares exposição, feedback e serviços que te podem dar muito jeito.

Aqui estão algumas perguntas que deves responder para avaliares uma possível troca de serviços:

  • Esta pessoa ou negócio é similar ao teu público-algo? Para retirares valor dessa troca de serviços, o trabalho que realizares precisa de atrair futuros clientes como freelancer.
  • O serviço que estás a receber tem o mesmo valor daquele que estás a dar? Numa troca de serviços, precisas de perceber exatamente o que vais fazer e o que vais receber. Como num trabalho normal, evita fazer promessas do que quer que seja.
  • Assegura-te que irás receber um feedback escrito ou recomendação da pessoa, para que possas usar no teu site ou rede social.

Faz saber que estás à procura de clientes

O networking é algo poderosíssimo na procura de clientes. Se procuras alguém que compre os teus serviços de freelancer, ninguém melhor para fazer essa promoção que pessoas da área.

  • Começa a ir a meetups e eventos da área profissional na qual queres trabalhar.
  • Conversa com pessoas e mostra interesse nos projetos delas. Se vires uma oportunidade de elas virem a precisar dos teus serviços de freelancer, apresenta-te e vende-te!
  • Está atento a publicações em grupos de Facebook ou em posts do LinkedIn. Por lá, podes surgir pessoas à procura de determinados serviços ou a apresentarem projetos recém lançados.
  • Abordar pessoas que estão a começar um projeto é uma das melhores formas de conseguir bons clientes.

A importância do networking vai também para além da simples recomendação. Uma forma muito comum de ter mais clientes como freelancer, sobretudo em áreas criativas, são as parcerias.

Procura por pessoas que trabalhem em áreas complementares à tua e constrói com elas uma relação. Diferentes profissionais de diferentes áreas conseguem trabalhar juntos e agregar valor ao trabalho de cada um.

Um cliente de um programador pode necessitar de um designer e de um marketeer. Se o programador recomendar a um cliente dele o trabalho desse marketeer, a probabilidade de contratação é maior! As pessoas tendem a confiar muito mais no trabalho de outras, quando estas são recomendadas por alguém que conhecem.

Presente nas redes sociais

Uma presença digital de qualidade é essencial para um freelancer. Inscreve-te em grupos de Facebook e de LinkedIn, em fóruns e está atento a conversas no Twitter.

Por mais negativas que às vezes as redes sociais podem ser, elas também de servir para te dares a conhecer a potenciais clientes.

Se vires alguma publicação a pedir ajuda com algo relacionado com a tua área, mais do que promoveres e tentares logo vender os teus serviços, responde e ajuda de forma gratuita. Ajudar de forma gratuita alguém, numa necessidade pontual, faz-te ganhar pontos ao pé dessa
pessoa! Quando ela precisar de contratar alguém da área, irá lembrar-se certamente da pessoa que a ajudou.Onde encontrar clientes como freelanccer

Sites e anúncios de trabalho

Os sites de trabalho freelancer, como o Upwork ou o Workana, são uma das formas mais fáceis de venderes os teus serviços de freelancer.

Faz o teu registo, preenche o teu perfil e envia candidaturas às ofertas que mais te interessar. Lembra-te que normalmente nessas plataformas, apesar do registo e uso gratuito, existem taxas envolvidas. É importante que as conheças para que possas ajustar os teus preços e propostas.

Como abordar os clientes?

Depois de encontrares um potencial cliente, tens que ter em atenção a forma como o abordas. A primeira comunicação com um cliente irá ficar gravada ~~não há nada como as primeiras impressões~~ e é importante que seja boa!

O teu objetivo é não só fechar esse projeto, como fidelizar o cliente para projetos futuros.

  • Quando abordares o teu potencial cliente, não uses cartas ou candidaturas pré-feitas ou modelos. Personaliza ao máximo a tua resposta consoante o projeto e objetivos do cliente. Uma apresentação e proposta personalizada e 100% adaptada ao cliente, fá-lo sentir especial!
  • Não faças promessas, mesmo que as possas cumprir. É preferível ofereceres mais resultados no momento da entrega do que prometeres e não conseguires cumprir.
  • Conversa sempre de forma personalizada com o teu cliente, de forma divertida e pessoal.
  • Faz atenção para não escreveres com erros ortográficos ou gramaticais, seja em emails ou conversas no Hangouts, Slack ou Messenger.
E tu?

Onde é que procuras os teus clientes? Pensas muito antes de comunicar ou entrar em contacto com potenciais clientes? Deixa o teu comentário abaixo e partilha connosco a tua opinião sobre este artigo!

3

Grátis: "Checklist para começares uma carreira de freelancer do zero" 

Recebe conteúdos exclusivos no teu email e faz o donwload gratuito desta checklist!
INSCREVER

Grátis: "Checklist para começares uma carreira de freelancer do zero"

Recebe conteúdos exclusivos no teu email e faz o donwload gratuito desta checklist
Enviar
Não enviamos SPAM 🤞 Podes desinscrever-te a qualquer momento!
Acede a conteúdos exclusivos!
41 Shares
Share30
Tweet4
+13
Pin
Share4