Ser mãe é provavelmente um dos maiores desafios que uma mulher pode ter na vida. Entre todas as mudanças de vida e de organização, a chegada de um bebé traz também um pensamento mais claro em relação a valores futuros como a preocupação ambiental. Que mundo queremos deixar aos nossos filhos? De que forma queremos que os nossos filhos vivam e cresçam? Estas foram algumas das questões que Rita Rosa, fundadora da loja online Rebento, teve certamente no seu pensamento quando foi mãe. Nesta primeira entrevista da rubrica Empreendedorismo em Portugal colocámos algumas perguntas à Rita que certamente vão ajudar quem quer iniciar o seu próprio negócio online, especialmente se este for uma loja online.

Como surgiu a ideia?

A Rebento foi lançada no verão de 2015. A procura de soluções saudáveis e sustentáveis (tanto para as mães e bebés, como também para o meio ambiente), levou a Rita, enquanto mãe, a procurar marcas internacionais e formas de poder aceder a produtos com pouca disponibilidade e visibilidade em Portugal.

Inicialmente, a ideia nasceu como uma marca própria de chás e produtos naturais para mães e bebés. No entanto, “a dificuldade burocrática, o não conseguir respostas concretas, a falta de informações legais sobre empreendedorismo em Portugal, a dificuldade em aceder aos chás biológicos certificados que precisava e às embalagens ecológicas que idealizei, acabei por não seguir com o projeto para a frente”.

Esse primeiro “projeto falhado” no entanto não tirou a motivação da Rita em seguir com um projeto dela. Depois de ter estado perante tantas barreiras burocráticas, recuou ao objetivo inicial que a moveu desde o início: a procura de produtos naturais e de confiança que melhorassem a qualidade de vida e relação de pais e bebés no seu dia a dia intenso e exigente.

Perante a impossibilidade de conseguir criar a sua marca própria de produtos, lembrou-se de ir à procura do que já existia dentro da área e de reunir tudo num só sitio. É isso que a Rebento é hoje: “uma loja que procura reunir escolhas conscientes, saudáveis e funcionais que respeitem a saúde de pais, bebés e a do meio ambiente”.

A importância dos valores de uma marca

A Rebento tem um compromisso claro enquanto marca e produtos que disponibiliza. Existem três pilares essenciais que a marca respeita: eco, bio e fairtrade. A Rebento preocupa-se sempre em encontrar produtos provenientes do comércio justo e certificados pelas entidades mais conceituadas e exigentes da área.

Todo o projeto segue estes valores e todas as escolhas de marcas e parcerias é feita respeitando estes aspetos. “Inicialmente decidi privilegiar primeiro os artigos internacionais, até porque não havia muita oferta em Portugal. Todos os produtos foram escolhidos sempre respeitando esses três pilares. Surgiram entretanto marcas portuguesas em consonância com estes valores, que são hoje a nova tendência, e ambiciono poder vir a trabalhar com todas e ajudá-las a crescer. Sinto que ainda estamos só a começar para o potencial que podemos atingir e as vidas que podemos influenciar.”

O porquê de uma loja online e não física

Devo abrir uma loja online ou investir numa loja física? Para quem quer abrir uma loja, esta é uma questão que se coloca! A Rita explica que optou por uma loja inicialmente porque lhe possibilitava começar a Rebento, mantendo a sua profissão. Dando consultas de alimentação integrada e sendo mãe, queria pôr mãos à obra num projeto que lhe permitisse essa liberdade e flexibilidade.

Para além da vantagem da flexibilidade de horário, criar uma loja online permitiu-lhe chegar também a um maior número de pessoas. Contudo, a hipótese de abrir uma loja física não está fora de mesa: “reconheço as vantagens de uma loja física e não descarto essa possibilidade. Quem sabe venha a abraçar alguns convites e propostas que nos têm feito nesse sentido!”.

Empreendedorismo em Portugal: que conselhos dar a quem está a começar

No caso da Rita, o background académico e profissional era relacionado com medicina tradicional chinesa e alimentação integrada. Ou seja, nenhuma experiência prévia em marketing digital ou lojas online.

“Um dos maiores desafios e dificuldades no início foi, sem dúvida, saber por onde começar e a quem me dirigir. Fiz alguns workshops sobre marketing digital para complementar as pesquisas habituais, mas a dificuldade em saber como começar foi muita”.

Para quem começar e iniciar-se numa loja online, a Rita deixa alguns conselhos importantes. “Informem-se bem sobre toda a política e segurança de uma loja online. É essencial que assegurem sempre a privacidade dos dados dos clientes! Informem-se também bem sobre todos os custos associados a cada forma de pagamento e à manutenção do site. Escolham bons profissionais para apoiar diariamente nos aspetos técnicos do site e claro, apostem no marketing digital!”.


Tens algum projeto ou empreendedor digital português que aches inspirador? Deixa nos comentários! Estamos ansiosos para conhecer as tuas referências e inspirações de empreendedorismo em Portugal!

Subscreve gratuitamente!

Todas as novidades, informações e dicas serão enviadas diretamente para o teu email
Não enviamos SPAM nem cedemos as tuas informações a terceiros Powered by ConvertKit