Trabalhar remotamente é ainda um conceito algo controverso, mas a tendência tem vindo a aumentar a nível global1.

É verdade que ainda nos deparamos com aquela noção de que trabalhar remotamente é para preguiçosos ou que não se é tão produtivo e é um facto que trabalhar a partir de casa não é para todos, mas desengane-se quem pensa que um trabalhador remoto não trabalha tanto ou mais do que um trabalhador comum que se desloca ao escritório diariamente.

Lentamente, começamos a ver em Portugal algumas empresas aderirem à política do trabalho flexível, deixando que alguns dos seus trabalhadores exerçam as suas funções a partir de casa durante a semana.

Se queres trabalhar remotamente vais precisar de:

  • um espaço próprio e adequado,
  • de disciplina,
  • de responsabilidade,
  • de organização e
  • de uma proposta viável e convincente para apresentar ao teu chefe.

Mas, antes de convenceres o teu chefe a dar-te a oportunidade de trabalhar remotamente, precisas de descobrir se és capaz de trabalhar dessa forma.

Trabalhar remotamente é para ti?

Este exercício é fundamental2. De nada te vale – e pode até prejudicar-te – propores ao teu chefe trabalhar remotamente quando o resultado acaba por ser desastroso.

Em primeiro lugar, tens de ver se o tipo de função que desempenhas o permite. Se trabalhas com público ou trabalhas com contacto telefónico constante, o trabalho remoto pode não ser muito viável. Mas, se uma parte ou a maioria das tuas tarefas são administrativas ou individuais, podes sugerir trabalhar alguns dias remotamente.

Pesa os prós e os contras. Se por um lado ganhas:

  • maior flexibilidade,
  • controlo do teu ambiente de trabalho,
  • um maior equilíbrio para a tua vida pessoal,
  • mais produtividade, pois trabalhas ao teu ritmo,
  • menos stress e
  • a felicidade de dormires mais um pouco e evitares horas de ponta

Por outro lado, vais estar mais isolado, sujeito a distrações caseiras ou a acabar por trabalhar mais do que devias.

Também existem características da tua personalidade que vão influenciar o teu sucesso e motivação para trabalhar remotamente. Por exemplo, se és uma pessoa muito social, provavelmente serás mais feliz num escritório onde podes conversar com os teus colegas.

Deves ser:

  • autossuficiente e fazer o teu trabalho sem dependeres de terceiros,
  • comunicar eficazmente (particularmente por escrito),
  • ter boas capacidades de organização e gestão de tempo e, claro,
  • tens de estar confortável com as tecnologias.

Precisas também da infraestrutura de um trabalhador remoto:

  • estar contactável,
  • uma ligação à internet rápida e estável,
  • um espaço tranquilo e luminoso onde possas ter uma secretária e uma boa cadeira.

Algumas empresas podem inclusive pedir-te uma fotografia do teu espaço de trabalho, portanto empenha-te em criar o ambiente perfeito para seres mais produtivo.

Como apresentar uma proposta de trabalho remoto ao teu chefe

Se o trabalho remoto é realmente algo que gostarias de fazer e, principalmente, sabes que o podes fazer de forma produtiva, precisas de uma estratégia para convencer o teu chefe.

  1. O primeiro que tens de assegurar é que o teu chefe sabe o quão produtiv@ és;
  2. Faz o trabalho de casa e apresenta-lhe pesquisas e estudos que mostram os resultados positivos do trabalho remoto. Maior produtividade, maior satisfação dos empregados e redução de custos para a empresa são alguns dos pontos que podes referir;
  3. Mantém o foco nos benefícios para a empresa. Trabalhar remotamente é algo que traz vantagens a ambas as partes, mas é importante que realces as vantagens que trabalhar remotamente traria para a empresa;
  4. Apresenta-lhe uma proposta detalhada onde podes incluir registos de tempo, relatórios semanais com as tarefas realizadas, reuniões de acompanhamento, um plano de emergência no caso de precisares de te deslocar ao escritório, o teu local de trabalho em casa, etc.;
  5. Propõe-lhe um período de teste. Acorda com o teu chefe um ou dois dias da semana em que realizarias as tuas tarefas diárias desde casa. Durante esse período, dá o teu melhor. Comunica frequentemente com a tua equipa, documenta o que estás a fazer, mostra-te sempre disponível e cumpre os horários além do exigido, se necessário;
  6. Pede-lhe feedback sobre a experiência. O ideal é que ele veja como a tua produtividade melhorou e que és capaz de fazer o teu trabalho de forma exemplar.

Conclusão

Trabalhar remotamente nem sempre é fácil, mas pode proporcionar-te um estilo de vida mais feliz, saudável, produtivo e equilibrado.

Mostra ao teu chefe que tens o que é preciso para fazeres o teu trabalho com a mesma qualidade e faz-lhe uma proposta realista e adaptada às vossas necessidades.

Mesmo que não consigas trabalhar remotamente todos os dias, conseguires um par de dias em casa já te ajudará a reencontrar o equilíbrio que procuras.

  1. https://www.themuse.com/advice/heres-how-to-convince-your-boss-you-can-be-productive-working-remotely
  2. https://medium.com/devsea/6-must-have-qualities-of-effective-remote-workers-4fcd5c93e75