Não é novidade que começar a trabalhar como freelancer não é simples. Decidires que queres trabalhar de forma remota e como prestador de serviços não é uma decisão fácil. Mas então, perante isso, a pergunta impõe-se:

O que fazer para começar a trabalhar como freelancer, quando não fazes a mínima ideia por onde e como começar?

Um dos maiores problemas e bloqueios de quem está a começar a planear o seu trabalho como freelancer é o desconhecimento. Não é só o medo do desconhecido – do que pode correr bem e sobretudo daquilo que pode correr mal; mas também o desconhecimento de como começar.

Perante tanta informação, histórias e depoimentos, ficamos sem saber o que fazer para realmente começar. Devemos começar um curso? Devemos começar pelo portefólio? Devemos começar a abordar clientes e empresas?

São muitas as opções de caminhos possíveis que podes seguir para dar os teus primeiros passos…o que te deixa ainda mais perdido!

Este artigo vai tentar ajudar-te a pôr os “pontos nos i’s” e a orientar-te para que possas finalmente começar a trabalhar como freelancer.

A informação é por vezes demasiada: para e pensa naquilo que lês

Cada vez existem mais blogues, sites ou livros de freelancers e nómadas digitais de sucesso. Tens vontade de ler tudo e de devorar tudo, porque acreditas que isso pode ser uma mais valia. E é.

Mas chega a uma altura em que também é importante parar de ler para começar a pensar e a fazer. É importante que leias o suficiente para conseguires pôr algo em prática. Mas não precisas de ler tudo o que existe sobre um tema para que começares a implementar algo.

Quanto mais lês, menos tempo tens para implementar e trabalhar como freelancer. Quanto mais lês, mais queres ler levando a que menos tempo tenhas disponível para fazer. Uma das minhas frases preferidas de sempre é precisamente sobre isso:

'Saber e não fazer, ainda não é saber' - Lao TseClica para Twetar

Começa a filtrar o tipo de informação e conteúdos que lês para que seja sempre a quantidade ideal. Deves ler conteúdos que te dêem conhecimento para implementares no imediato algo.

Objetivos: fixa metas realistas e alcançáveis

Planeamento é uma das palavras mais importantes para quem está a começar a trabalhar como freelancer. É importante teres um plano e quem diz um plano, diz objetivos e metas. Fixa-te, a ti próprio, objetivos realistas que tens que tentar, acima de qualquer outra coisa, alcançar.

Por exemplo:

  • No final do teu primeiro mês a trabalhar como freelancer, tens que ter o site profissional pronto
  • Outros objetivo para o primeiro trimestre: pode ser um número de clientes fixos, um lucro fixo, etc…

Pensa em objetivos e metas realistas e que sejam motivadoras e que te façam trabalhar. A cada três ou seis meses, renova o objetivo…isso vai fazer-te ir mais longe!

Esquece o multitasking: concentra-te numa só coisa

Um dos maiores erros de quem está a iniciar-se a trabalhar como freelancer é querer fazer tudo. Fazer sites, blogs, páginas em redes sociais, conteúdos para newsletters, arranjar clientes, experimentar aplicações de produtividade e claro, vá, trabalhar.

Isso é um erro que faz com que nenhuma das coisas seja feita bem e com a atenção que lhe podes realmente dedicar. Contrariamente ao que se pensa, querer ou tentar ser multitasking leva a uma quebra da produtividade.

Concentra a tua atenção numa só coisa e tarefa. Uma excelente forma de trabalhar é usando a técnica Pomodoro. Podes ler mais sobre esta técnica de produtividade nestes artigos:

Segue a tua evolução: trabalhar como freelancer é dar um passo todos os dias

A cada dia vais dar um novo passo: seja na criação do teu blog ou site profissional, seja no melhoramento do teu perfil do LinkedIn ou seja a fechares o primeiro cliente: isso merece ser seguido! Não te esqueças de apontar todas as evoluções que fazes a cada dia ou semana.

Para isso usa uma agenda, o bloco de notas do teu computador ou o teu telemóvel: o importante é teres a noção visual que estás a avançar…a cada passo que dás, mais sucesso terás! Começar a trabalhar como freelancer não é fácil: todos os freelancers que trabalham hoje a full-time vão dizer-te isso.

Não é fácil perceber para onde nos devemos orientar, o que devemos fazer primeiro ou em que tarefas nos devemos concentrar. O truque está em ir aplicando cada coisa que aprendes, ires conectando as pontas de tudo o que implementas e concentrares-te em cada tarefa…um passo de cada vez!

Sentes que chegou o momento de te lançares num trabalho de freelancer? Compra já o teu exemplar do ebook Como Ser Freelancer que te explica todos os passos de como começares a tua carreira. Desde a criação do teu portefólio (sim, mesmo quando estás a começar!), até ao decidires quanto vais cobrar e onde vais encontrar os teus clientes, este ebook explica-te isso tudo:

CLICA AQUI PARA SABERES TUDO SOBRE ESTE EBOOK