A Catarina, blogger no Joan of July, autora do livro “Licenciei-me…e agora?” e co-fundadora e organizadora do Bloggers Camp partilha connosco a importância que o blog teve para potencializar todos os projetos dela.


Vivemos tempos de progresso e evolução. É-nos possível iniciar carreiras e projetos desafiantes a partir de um simples blog!

Aprender a como usar o blog, como veículo para ganhar dinheiro ao explorar as tuas maiores paixões é muito importante! E não, não tem nada a ver com anúncios nem com marcas.

Criei o meu blog, o Joan of July, há vários anos, logo após o fim da minha licenciatura. Sentia-me meia perdida, sem saber para onde me virar e o que fazer a seguir, então achei que escrever num blog me manteria ocupada de uma forma saudável.

Não estava errada, mas também estava longe de imaginar o que é que aquele blog me traria no futuro.

Como tudo começou

Aqui há uns poucos anos, participei num giveaway colaborativo com outras bloggers. Entre nós, formou-se um grupo que falava diariamente num chat do Facebook, mas rapidamente comecei a criar uma empatia com duas dessas bloggers acima de quaisquer outras.

Então, juntámos-nos num chat à parte e nunca mais nos largámos desde então.

A empatia inicial evoluiu para uma amizade, que por sua vez evoluiu para o estatuto de amigas/parceiras de negócios.

Motivadas pela escassez de informação, eventos e workshops para bloggers em Portugal, decidimos criar um evento anual ao qual chamamos Bloggers Camp.

A primeira edição teve lugar em 2015, a de 2016 foi em Junho deste ano e com certeza existirá outra para o ano.

O modelo do Bloggers Camp e a evolução do projeto

Este ano, vendemos os bilhetes com alojamento no hostel que nos recebeu a 90€ e a 70€ sem alojamento, mas ambas as modalidades incluíam todas as refeições, atividades e workshops planeados, bem como um goodie bag repleto de produtos fantásticos gentilmente cedidos pelos nossos patrocinadores no valor (ou superior) ao que os participantes pagaram pelos bilhetes.

De um ano para o outro, posso dizer-vos que conseguimos limar muitas arestas e seguir à risca o nosso orçamento para conseguirmos, cada uma, ficar com um lucro bem simpático no final.

Sim, o evento é anual, mas dele criou-se e mantém-se uma comunidade coesa e em crescimento em torno do nosso blog com dicas semanais e de um grupo de apoio a bloggers que temos no Facebook, acessível apenas para assinantes da nossa newsletter.

Em breve, seguir-se-ão e-courses do Bloggers Camp e outros produtos que vamos disponibilizar no nosso site.

Outra coisa que vendemos através do nosso site, em paralelo com o Bloggers Camp, são os nossos serviços de Consultoria, Design e Fotografia, o que me leva ao projeto seguinte.

Trabalhos de fotografia

Sempre tive uma paixão enorme por esta arte, mas só comecei a levá-la mesmo a sério em 2014, quando comprei a minha primeira máquina DSLR.

Se a princípio o objetivo era produzir fotografias com melhor qualidade para o blog, rapidamente comecei a interessar-me por aprender mais sobre fotografia extra-blog e comecei a comprar mais material e a fazer um curso de fotografia.

Não demorou muito até perceber que o que mais gosto de fotografar são retratos. Nada é, para mim, tão fascinante quanto o ser humano em toda a sua complexidade, expressões, olhares,…

Dessa epifania até começar a marcar sessões fotográficas com amigos e outras pessoas, foi um tirinho. No ano passado, escrevi um post no qual solicitava modelos para sessões fotográficas e, para minha surpresa, teve imensa adesão!

As primeiras sessões foram gratuitas, claro, uma vez que o objetivo nesta fase era construir o meu portefólio.

Pouco tempo depois, lancei o portefólio – Joan of July Photography – , a página de Facebook e tenho recebido feedback muito positivo, bem como trabalhos de retrato.

Tudo isto aconteceu relativamente rápido, mas só porque o meu blog, Joan of July, já estava bem estabelecido e porque já tinha uma rede de leitores fiel.

Algumas dicas de como usar o blog para monetizar projetos

Antes de lançares qualquer negócio a partir do blog:

  • Estética: certifica-te de que este é um espaço cuidado, agradável e que te representa como pessoa, blogger e profissional.
  • Rede de leitores: o ideal antes de lançares um negócio ou produto é teres uma boa base de leitores. Não há nenhum número ideal, mas convém que qualquer que seja o teu número de likes e seguidores, seja orgânico. Comprar likes no Facebook só resulta para ter números “fantasma” e que não convertem em leitores e possíveis clientes.
  • Nutrir: o que quero dizer com isto, também ainda no seguimento da obtenção da rede de leitores mais ou menos fixa, é que para a obter, não há nada como te dedicares a 100% ao teu blog. Só assim é possível garantir que as pessoas regressam. Lê os comentários, responde sempre e, acima de tudo, comenta outros blogs para que outros bloggers saibam que o teu espaço existe e queiram retribuir o teu comentário com outro comentário.

Durante e depois de lançares o teu projeto:

  • Atualizações: se o teu blog ajudou a lançar o teu projeto ou produto, agradece aos teus leitores na forma de atualizações; toda a gente gosta de saber como estão a correr as coisas. Com as minhas sessões fotográficas, costumo partilhar fotos que tiro no meu blog e não as reservo apenas ao portefólio.
  • Oferece algo em troca: que tal um passatempo ou sorteio para os leitores do teu blog? No caso dos produtos, a logística é ainda mais fácil! No caso dos serviços, como fotografia, design, etc., também é bastante simples. A troca é também uma forma de levar as pessoas a partilhar e divulgar o teu trabalho. Isso tudo, enquanto ofereces também a alguém uma oportunidade única!

Conclusão

Esta é a minha experiência pessoal sobre como o meu blog pessoal serviu como impulsionador de projetos extra-blog. Esses projetos acabam por me trazer um rendimento simpático.

Cada experiência é única e irrepetível, mas há sempre passos que podem ser partilhados. O objetivo não é de os reproduzires. O objetivo é perceberes se fazem sentido para ti e para o que desejas obter do teu blog.

Creio também que a minha experiência é importante no sentido de perceberes que há várias formas de fazer dinheiro com um blog. Não existe só a publicidade, as redes de afiliados ou os posts patrocinados.

Esta é uma forma indireta de fazer dinheiro com o blog. Contudo, a médio/longo prazo é tão rentável quanto aprazível.

Seja como for, espero que este meu relato tenha sido útil. Espero que te inspire a ir atrás do que queres. Não deixes que as tuas ideias se fiquem pelo papel!