Autor

Rita Varandas Fraga

Loja

Trabalhas com afinco, mas não tens resultados. O problema pode estar na definição do teu público alvo! Falar para quem não quer ouvir, ou não tem interesse nos teus serviços ou produtos, é gastar tempo e dinheiro – recursos essenciais na vida de qualquer empreendedor. Quando se trata de definir o público alvo, a intuição e a subjetividade devem estar fora da equação. Para criar uma proposta de valor é preciso conhecer a nossa audiência. Quem são, o que procuram, quais os problemas que têm, como se pode ajudá-los… enfim, um sem-número de informações. Neste ponto, impõe-se a pergunta: sabes…

A decisão está tomada. Vais continuar o teu percurso profissional, mas enquanto prestador de serviços. Ou talvez tenhas decidido complementar o trabalho fixo com projetos paralelos. Qualquer que seja o caso, a primeira tarefa para oficializar a decisão é abrir atividade nas finanças. Este passo é obrigatório por lei, mas bastante simples de concretizar. Seja por falta de oportunidades no mercado laboral dito tradicional, ou porque se ambiciona um trabalho mais flexível, o caminho independente exige algumas conformidades legais. Neste artigo, explicamos ao detalhe como abrir atividade nas finanças e passar faturas e recibos, bem como alguns procedimentos relacionados com…

Trabalhar de graça… aquela expressão que ninguém quer ouvir. Embora a conotação menos positiva, projetos pro bono podem resultar a teu favor. É certo que todos procuramos um projeto que gere rendimentos e que permita alcançar a estabilidade financeira. Ser pago pelo trabalho desenvolvido, é um sinal de sucesso. Mas a ideia é encarar o trabalho de graça como um investimento. Trabalho gera trabalho. Uma colaboração gratuita pode transformar-se numa parceria a longo prazo e rentável. Este artigo explora os pontos positivos de um projeto não-remunerado. Embora haja benefícios, é preciso ponderação na hora de avaliar certas propostas. Que propostas…

A atividade de freelancer é, muitas vezes, associada a falta de estabilidade financeira. No entanto, a exigência de um trabalho enquanto prestador de serviços não te deve levar ao desespero! Este artigo explora diferentes estratégias para que possas diversificar as fontes de rendimento, abordando também a vertente mais administrativa e contabilística para uma atividade de freelancer sustentável.

A dura e muitas vezes injusta realidade é que bastam alguns segundos para que uma proposta de serviços seja aceite, rejeitada ou mesmo ignorada. Nalguns casos, nada tem a ver com a nossa competência ou profissionalismo para realizar aquele projeto em concreto. O trabalho de freelancer… bom, dá trabalho e quando chega o momento de criar uma proposta de serviços, torna-se ainda mais desafiante. Em apenas um e-mail, temos de convencer o potencial cliente a querer ler a nossa apresentação, depois mostrar que somos perfeitos para o trabalho e, por fim, fechar contrato. Tudo isto, com recurso a umas quantas…

A questão para um milhão de euros que qualquer freelancer e empreendedor se coloca é: onde encontrar clientes e como conseguir que contratem os meus serviços ou comprem os meus produtos? A internet é um mundo de oportunidades, mas igualmente ruidoso e competitivo. Ter um website bem desenhado ou uma base de dados para a qual enviamos newsletters periódicas não basta. É preciso ir ativamente à procura de clientes, trabalhar relações, sair e ser visto! Neste artigo, exploramos alternativas às plataformas de recrutamento e que te ajudam a conseguir o primeiro cliente, ou fazer crescer a tua carteira de clientes.…

É um exercício desafiante saber lidar com as finanças, sejamos nós freelancers ou trabalhadores por conta de outrem. Quando recebemos um ordenado fixo, sabemos exatamente qual o montante e o dia em que o salário entra na conta bancária, mas enquanto freelancer, trabalhar e receber podem ter ritmos diferentes. Acontece também ter-se um mês excecional: vários pedidos de clientes, produtividade no máximo e aquela sensação que o negócio está finalmente a arrancar, mas de seguida instala-se um período de acalmia. E-mails de propostas que não chegam, pedidos que tardam e, claro, surgem as habituais fontes de insegurança. Como vou pagar…